Prefeitura de Lagoa do Barro realizou o primeiro Levantamento Rápido de Índices de Infestação do Aedes aegypti.

Por meio da secretaria municipal de Saúde a Prefeitura de Lagoa do Barro-PI, continua trabalhando para garantir o controle da dengue no município. Terminou nesta terça-feira (09) de março, o Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypi.

O levantamento compreende em pesquisa de amostragem que definirá as fases de planejamento, execução, avaliação e adoção das medidas necessárias para o controle. “Após a configuração dos estrados, e análise laboratorial das larvas, os dados colhidos são inseridos no sistema informatizado que, fornece o índice de infestação do Aedes aegypti no município, e encima dessa informação discutiremos com a Equipe qual trabalho de controle será utilizado” Destaca Marquino Rocha secretário municipal de Saúde.

Esse levantamento é amostral, ou seja, não há necessidade de todas as casas serem visitadas com esta finalidade. O resultado deste é apresentado em índices de infestação predial, e é dividido da seguinte forma:
• Inferiores a 1%: estão em condições satisfatórias;
• de 1% a 3,9%: estão em situação de alerta;
• superior a 4%: há risco de surto de dengue.

O prefeito Gilson Nunes já acionou a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, para apoiar a Vigilância Ambiental nos trabalhos que serão realizados em combate ao Aedes aegypti causador da dengue, zika, Chikungunya.

“Hoje Lagoa do Barro, encontra-se com 7,1% de infestação, ou seja, está em alto risco de um surto de dengue e já estamos providenciando medidas de combate juntamente com a secretaria municipal do meio ambiente, estamos montando estratégias de trabalho para reduzir esse índice e atingir porcentagem satisfatória. A maior quantidade de larvas do Aedes aegypti coletadas nas residências aconteceu em caixas de água e tambores destampados ao nível do solo, seguindo por cisterna e lixo, já estamos entrando em contato com a 12ª Regional de Saúde para à fazer ciente” Finalizou Marquino Rocha, Secretário Municipal de Saúde.